Skip to content Skip to footer

Declarar o Imposto de Renda pode parecer muito complicado para algumas pessoas, principalmente para aqueles que irão enviar a declaração pela primeira vez. Caso você já tenha declarado antes, tem a opção da declaração pré-preenchida, que simplifica o processo e foi disponibilizada no site do Governo Federal.

Portanto, é importante lembrar que se você é autônomo e planeja comprar um imóvel, é necessário declarar o IR para comprovar a sua renda e ter o seu crédito aprovado! Mas, você sabe para que serve o Imposto de Renda e por que ele é tão importante?

Para que serve o Imposto de Renda?

O Imposto de Renda é um tributo federal aplicado sobre renda, ou seja, ele serve para informar quais rendimentos foram recebidos ao longo do ano anterior, sendo tributáveis ou não. Além disso, é uma forma de acompanhar a evolução do patrimônio dos brasileiros, por isso é importante informar todos os bens que você adquiriu. Através da declaração, o Governo Federal checa se há alguma irregularidade em relação à renda e patrimônio.

Não são todos os brasileiros que precisam declarar. Se você recebeu menos do que R$28.559,70 durante o ano em rendimentos tributáveis, como o salário, você está isento. Além disso, pessoas que recebem apenas aposentadoria, tem alguma doença grave, ou só receberam benefícios de auxílio-doença e auxílio-acidente também não precisam declarar.

Agora, se você recebeu mais do que R$ 28.559,70 no ano, incluindo salário, aposentadoria e pensão do INSS ou outro órgão público, recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como rendimento de poupança ou FGTS) acima de R$ 40 mil e possui bens acima de R$300 mil, você precisa declarar o IR.

O prazo vai até o dia 31 de maio, por isso, é importante se atentar para não perder o prazo e pagar multa. Saiba quais documentos você precisa ter em mãos e o passo-a-passo para declarar o seu Imposto de Renda.

Tenha esses documentos em mãos

Portanto, para emitir a declaração, você precisa ter alguns documentos em mãos para poder preencher o cadastro do DIRPF.

· Identidade (RG, CPF, data de nascimento e título de eleitor);

· Endereço;

· Comprovante de atividade profissional;

· Dados bancários para restituição do imposto ou débito;

· Dados dos dependentes (nome, data de nascimento, CPF e grau de parentesco);

· Informe de rendimento dos bancos que você
 ê possui conta;

· Comprovante de rendimentos;

· Informe de rendimentos da sua corretora, caso tenha algum investimento financeiro;

· Despesas pagas durante o ano (planos de saúde, medicamentos, medicamentos etc.).

· Comprovantes e documentos de outras rendas (pensão alimentícia, doações, herança etc.);

· Comprovante de pagamentos de despesas com educação (escolas de ensino fundamental, médio, superior, pós-graduação ou técnico);

· Aluguéis pagos e recebidos;

· Comprovantes de bens — compra ou venda de imóveis ou veículos.

Como realizar a declaração

A declaração pode ser realizada totalmente online, através do site do Governo Federal. Basta preencher todos os dados solicitados e selecionar qual a forma de desconto. O desconto legal leva em consideração as suas despesas para reduzir o valor do imposto. Já o simplificado aplica um único desconto padrão de 20% sobre os rendimentos.

Se o valor pago de impostos for maior do que o que foi calculado, você tem direito a restituição. Agora é só selecionar qual forma você quer receber o dinheiro — conta bancária ou PIX.

Ou seja, caso o valor calculado de imposto seja maior do que você já pagou, é necessário emitir uma DARF e realizar o pagamento.

O que acontece se não declarar o IR

Caso você não entregue a declaração dentro do prazo, o seu CPF ficará irregular e você não poderá pegar empréstimos, financiar um imóvel ou veículo ou prestar concursos públicos. Além de precisar pagar a multa de R$165,74 para quem não tem imposto para pagar ou 1% ao mês do imposto devido.

Por isso, fique atento para não perder o prazo e estar em dia com a Receita Federal para poder comprar o seu apartamento aqui na Livar. Não se esqueça, você tem até o dia 31 de maio!

Mostrar comentáriosClose Comments

94 Comentário

Deixe um comentário